• Diego Santos

Aumente suas vendas utilizando regras de associação!

Atualizado: Fev 2


FRALDA COM CERVEJA NO WALMART. Já ouviu essa história?


Pode acreditar, o Wal-Mart conseguiu um crescimento de 30% nas vendas de ambos os produtos devido ao uso de Data Analytics para mapear o perfil do consumidor. Com base na análise de dados, foi constatado que pais que iam comprar fraldas à noite sempre compravam cerveja. Dessa forma, o Walmart decidiu colocar cerveja ao lado do setor de fraldas, o que resultou em um grande aumento nas vendas.


Este caso da Wal-Mart é emblemático para demonstrar que ações simples podem gerar resultados extraordinários. É exatamente isso que o Analytics e o BI (Business Intelligence) proporciona aos negócios. Identificar padrões para tomar decisões que vão impactar a produtividade, eficiência e lucratividade das empresas.


"Mas aposto isso é muito complicado e só funciona para grandes empresas!"

Muito pelo contrário... a técnica de mineração de dados utilizado pelo Wal-Mart é simples e bem conhecida, trata-se do bom e eficiente: Algoritmo apriori, um tipo de regra de associação (método proeminente e bem explorado para determinar relações entre variáveis ​​em grandes bancos de dados). Claro, precisamos de dados para extrair as regras, quanto mais informações tivermos sobre as vendas, mais provável é que consigamos extrair regras relevantes.


Embora, às vezes, seja necessário encontrar um grande número de regras candidatas (o que pode ser cara do ponto de vista computacional) o algoritmo apriori é fácil de implementar e entender além de poder ser usado em grandes conjuntos de itens.


Além do uso de técnicas de Analytics e BI, com a Inteligência Artificial e Big Data é possível criar modelos preditivos para mapear tendências futuras. No caso do Walmart, eles conseguem prever, com base na análise de padrões estatísticos, qual será a próxima compra de uma pessoa, mesmo antes dela perceber essa necessidade.


Com isso, é possível sugerir essas compras através de anúncios e mailing. O mesmo acontece com várias empresas de e-commerce, você já deve ter percebido no fim de uma página de checkout, da Amazon por exemplo, uma seção “você também pode se interessar por isso”.


Agora que já percebemos o poder dos dados, que tal alavancar o resultado do seu negócio?

7 visualizações0 comentário